Províncias

INADEC regista várias irregularidades

Maiomona Artur | Caxito

O Instituto Nacional da Defesa do Consumidor (INADEC) no Bengo registou em 2014 cerca de 105 infracções comerciais, contra 110 do mesmo período do ano anterior, informou o responsável da instituição.

Técnicos do INADEC detectaram várias infracções que resultaram na aplicação de multas que renderam milhões aos cofres do Estado
Fotografia: Santos Pedro

Domingos Ventura Felgueira disse ao Jornal de Angola que não foi possível combater as infracções na sua plenitude devido à escassez de meios de transportes, assim como técnicos.
Das infracções registadas, destacam-se a caducidade de produtos diversos, rótulos mal apresentados, falta de organização e violação dos direitos do consumidor no interior dos estabelecimentos comerciais. 
Durante o ano de 2014, o INADEC realizou 223 visitas aos estabelecimentos comerciais, hotéis e similares, que resultaram na aplicação de várias multas que renderam aos cofres do Estado cerca de 640 mil kwanzas.
Domingos Ventura Felgueira apelou aos cidadãos a estarem atentos na aquisição de bens e a denunciarem quaisquer eventualidades que se registarem. />O Instituto Nacional da Defesa do Consumidor no Bengo realizou em 2014 várias palestras e encontros de sensibilização ­sobre actividades económicas e defesa do consumidor nos mercados, escolas, igrejas e lugares onde existe maior concentração de pessoas. Domingos Felgueiras anunciou que foi criado no Bengo uma equipa de técnicos que vai encarregar-se da inspecção e fiscalização comercial no município do Dande.
 Outras localidades não vão ser fiscalizadas devido à exiguidade de pessoal.  O INADEC no Bengo perspectiva em 2015 dar continuidade ao trabalho de fiscalização aos estabelecimentos comerciais a nível dos municípios do Ambriz, Dembos e Bula Atumba, além da formação e capacitação de técnicos.

Tempo

Multimédia