Províncias

Jacarés atacam em Sassa Povoação

Edson Fontes e Maiomona Artur | Caxito

Moradores do bairro Sassa Povoação, em Caxito, foram surpreendidos com a presença de jacarés no rio Dande, numa zona onde se concentram muitas pessoas para tomar banho ou se abastecerem de água e nunca apareceram os animais.

Administrador do Dande recebeu as autoridades tradicionais com quem abordou a situação
Fotografia: Edmundo Eucílio | Caxito

Joana Stela estava com mais pessoas e fugiram quando viu o jacaré no rio. “Saímos em pânico e agora temos medo de tomar banho ou acarretar água no rio”.
Rita João, moradora na área, disse que não é a primeira vez que aparecem jacarés na margem do rio, uma situação que constitui um grande perigo para as pessoas, que já foram avisadas para não tomarem banho no rio: “Mas ainda há pessoas que insistem em entrar nas águas correndo o risco de serem atacadas”.
O coordenador do bairro Sassa Povoação, Francisco Mercê, disse que presença de jacarés no rio Dande é normal.
A população ficou apavorada porque os animais apareceram na zona onde as pessoas apanham água, lavam roupa e tomam banho. Isso antes não tinha acontecido.
“O rio está cheio devido às fortes chuvas que assolam a região. A albufeira da barragem das Mabubas está cheia e é urgente abrir as comportas.
As fortes correntes trouxeram os jacarés para uma zona onde só há presença humana”, explicou Francisco Mercê. O administrador municipal do Dande, João Castelo Branco, avisou as pessoas que frequentam o rio da localidade do Sassa Povoação para evitarem acarretar água e tomar banho, para não correrem o risco de serem atacadas pelos jacarés.
A Administração Municipal solicitou à Direcção Provincial da Energia e Água para efectuar o processo da ligação domiciliar, para evitar tal situação. O soba Sala Mbemba disse ao Jornal de Angola que “anteriormente os Jacarés permaneciam mais nos sítios onde havia grande volume de água, não chegavam aos locais onde as pessoas tomam banho e lavam a roupa", disse.
 Sala Mbemba informou que nos rios Zenza, Dande e Lifune existem jacarés e as populações que frequentam os locais devem estar atentas para evitarem dissabores.
O rio Dande nasce no município do Quitexe, onde é conhecido como Dange.

Tempo

Multimédia