Províncias

Mais postos de trabalho foram criados no Bengo

Alfredo Ferreira | Caxito

O director provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS), Miguel da Silva, disse segunda-feira  ao Jornal de Angola que, este ano, foram criados 239 postos de trabalho na província do Bengo, mais 24 que no ano anterior.

Muitos jovens estão a beneficiar de formação para ingressarem no mercado de trabalho
Fotografia: Jornal de Angola

A maior parte dos jovens empregaram-se através da direcção local do Ministèrio da Administração Pública, Emprego e Segurança Social  e Miguel da Silva aconselhou outros interessados a recorrer ao centro de emprego do Ambriz ou do Dande, para se candidatarem a postos de serviço.
Sobre a situação laboral e o número de trabalhadores existentes na região, disse que a função pública tem 8.841 funcionários, dos quais 3.207 mulheres. No organismo central do Governo Provincial do Bengo estão colocados 4.700 funcionários públicos e nos organismos municipais 4.104. A Segurança Social tem 15.748 registados e 939 pensionistas.
O centro de emprego trabalha estreitamente em colaboração com as empresas sediadas na província do Bengo, que têm a obrigação comunicar às autoridades competentes o número de vagas.
Miguel da Silva pediu aos empresários para investirem no Bengo e criarem mais postos de trabalho.
Para o próximo ano perspectiva-se a formação de mais técnicos nos centros de formação profissional, que têm feito com que muitos jovens adquiram conhecimentos que lhes permite ingressar com mais facilidade no mercado de trabalho.
Dos cursos ministrados nos pavilhões de artes e ofícios da província do Bengo destaque para os de informática, construção civil, electricidade, serralharia, mecânica, corte e costura e decoração.

Tempo

Multimédia