Províncias

Mau estado das vias condiciona avanços

Edson Fontes| Nambuangongo

O mau estado da estrada que liga as comunas de Caiengue e Muxiluanda, no município de Nambuangongo, província do Bengo, com uma extensão de quase 37 quilómetros, está a dificultar a vida às populações e a condicionar o desenvolvimento da região, sobretudo na época das chuvas.

Existe um plano para reabilitar as estradas mas neste momento as possibilidades são poucas devido aos vários projectos em execução
Fotografia: Maria João

O governador do Bengo, João Miranda, que visitou o município de Nambuangongo para avaliar o grau de execução dos projectos em curso na circunscrição, garantiu a reabilitação da estrada que liga as duas comunas, mas ressalvou que tudo depende dos meios financeiros para dar início à empreitada.
Existe um plano para reabilitar as estradas, mas neste momento as possibilidades são poucas, devido aos vários projectos em execução.
O mau estado da estrada e as fortes chuvas que se abateram na região levaram os empresários a abandonar as obras neste município, o que tem originado atrasos nas empreitadas, com destaque para os 200 fogos habitacionais.
“Constatámos que existem 75 casas, de um lado, e 25 noutro, que perfazem um total de 100, do primeiro grupo de 200 por município. Infelizmente, nenhuma das casas foi concluída”, lamentou o governador. João Bernardo de Miranda admitiu que as dificuldades de Nambuangongo são as mesmas que se vivem noutros municípios, embora tenha reconhecido haver mais problemas nesta região, devido ao estado da estrada.
Os habitantes do município estão preocupados com o avançado estado de degradação em que se encontram as estradas secundárias e terciárias que dão acesso às comunas e aldeias, principalmente o troço que liga Caiengue a Muxiluanda, que tem sido o maior problema de Nambuangongo.
Manuel Fernandes, residente no município, disse que a reabilitação das estradas deve ser uma prioridade, para que se possa atingir o desenvolvimento da nossa região. “Temos estado a encontrar dificuldades em escoar os produtos do campo, porque os automobilistas evitam circular na via", explicou.O camponês Domingas Miguel disse encontrar sérias dificuldades na venda dos seus produtos e recolha da banana do campo.
 “Infelizmente, não temos compradores, porque a circulação é feita de forma tímida, devido o mau estado da estrada". O município do Nambuangongo é composto por sete comunas: Quicunzo, Muxaluando, Quixico, Zala, Gombe, Cage Mazumbo e Canacassala.

Tempo

Multimédia