Províncias

Membros do governo receberam formação

Alfredo Ferreira | Caxito

Um grupo de 35 técnicos da administração municipal e agentes administrativos das províncias do Bengo, Malange e Kwanza-Norte participaram no sábado, na cidade de Caxito, numa formação sobre gestão e fiscalização de obras públicas, orientada pelo Instituto de Formação da Administração (IFA).

Um grupo de 35 técnicos da administração municipal e agentes administrativos das províncias do Bengo, Malange e Kwanza-Norte participaram no sábado, na cidade de Caxito, numa formação sobre gestão e fiscalização de obras públicas, orientada pelo Instituto de Formação da Administração (IFA).
Durante a acção formativa, os participantes apreenderam técnicas sobre empreitada de obras públicas, fiscalização, multas, regulamento e procedimentos legais, qualidade das obras e gestão e fiscalização das mesmas.
José Humba, formador do IFA, disse que esta acção teve em vista formar as administrações locais em conhecimentos e instrumentos legais, para uma melhor aplicação na gestão e realização das obras públicas. Os municípios estão a ser alvo de intervenções que têm de ser bem acompanhados.
Para tal, explicou o formador, é necessário desenvolver competências específicas nos técnicos que acompanham regularmente os trabalhos de construção.
“Algumas obras, por ausência de fiscais, apresentam muitas deficiências, desde a base até ao acabamento, o que origina que muitas delas tenham pouco tempo de durabilidade”, adiantou.
O Executivo está preocupado com o desenvolvimento e a qualidade das obras destinadas a melhorar as condições de vida das populações. Daí a necessidade e importância desta acção formativa. José Humba reconheceu que a actividade de fiscalização ainda não abrange todo o território nacional, por ausência de técnicos suficientes.

Tempo

Multimédia