Províncias

Menos casos de violência doméstica no Bengo

Maiomona Artur | Caxito

A província do Bengo registou uma redução de casos de violência durante o terceiro trimestre deste ano, em relação a igual período de 2009, revelou sexta-feira a directora local da Família e Promoção da Mulher, Joana Pinto. De acordo com dados apresentados ontem, em Caxito, pela responsável, o pelouro registou durante o terceiro trimestre deste ano 143 casos de violência doméstica, ao passo que em 2009 a instituição registou 225.

A província do Bengo registou uma redução de casos de violência durante o terceiro trimestre deste ano, em relação a igual período de 2009, revelou sexta-feira a directora local da Família e Promoção da Mulher, Joana Pinto. De acordo com dados apresentados ontem, em Caxito, pela responsável, o pelouro registou durante o terceiro trimestre deste ano 143 casos de violência doméstica, ao passo que em 2009 a instituição registou 225.
Joana Pinto informou que esta redução tem a ver com a realização de palestras, seminários, bem como a formação de parteiras tradicionais, actividades realizadas no seio das famílias, com o objectivo de despertar a sociedade contra a violência doméstica.
A responsável disse que a nível do Bengo, actualmente muitas mulheres têm aderido aos serviços da direcção provincial da Família e Promoção da Mulher ligados ao aconselhamento familiar.
O incumprimento da mesada, com 23 casos, na sua maioria praticados por agentes da Polícia Nacional, lidera a lista dos principais tipos de violência doméstica registados na região, disse, para adiantar que as crianças e mulheres são as grandes vítimas.
A directora condenou aqueles que escolhem a violência doméstica como o caminho correcto para a sociedade resolver os seus problemas, visto que esta prática só gera mais conflitos.
Joana Pinto apelou para que as pessoas optem pelo diálogo e arranjem formas de abrir linhas de comunicação, no sentido de se construírem famílias mais harmoniosas, gerando, deste modo, uma sociedade sadia.

Tempo

Multimédia