Províncias

Milhares de deficientes inseridos em projectos

A direcção provincial do Bengo do Ministério da Assistência e Reinserção Social inseriu desde 2007, 3.633 pessoas portadoras de deficiência em vários projectos sociais, no âmbito do programa de reabilitação baseada na comunidade (PRBC) e de trabalho e geração de renda (PTGR).

A direcção provincial do Bengo do Ministério da Assistência e Reinserção Social inseriu desde 2007, 3.633 pessoas portadoras de deficiência em vários projectos sociais, no âmbito do programa de reabilitação baseada na comunidade (PRBC) e de trabalho e geração de renda (PTGR).
A informação foi avançada ontem em Caxito pela directora provincial da Assistência e Reinserção Social, Anastácia de Vasconcelos.
 A responsável fez saber que os dois programas (PRBC e PTGR) estão a ser implementados numa primeira fase nos municípios do Dande, Ambriz, Icolo e Bengo e Dembos e poderão estender-se a outras municipalidades nos próximos tempos.
 O PRBC, disse, está vocacionado para o projecto de moto-táxis, da Coca-Cola e de auto-construção dirigida, tendo já 13 deficientes beneficiado de casas próprias. Realçou que o PTGR, iniciado em 2009, constitui um programa estratégico do Executivo, que visa melhorar a qualidade de vida das populações, incluindo jovens, idosos, deficientes e outras pessoas fora do sistema do emprego, sem qualquer subsídio financeiro que possa garantir a sua vida.
 O PTGR, que está a ser implementado numa primeira fase nos municípios do Dande, Ambriz, Icolo e Bengo e Dembos, contempla vários projectos de artes e ofícios nas especialidades de carpintaria, alfaiataria, agricultura, marcenaria, serralharia, barbearia, sapataria, electricidade e engraxador.
 Segundo Anastácia de Vasconcelos, alguns deficientes beneficiaram igualmente de apoio técnico do Minars, consubstanciado em cadeiras de rodas, canadianas, bicicletas, motorizadas, bengalas para cegos, cesta básica e reabilitação física.

Tempo

Multimédia