Províncias

Muitos pacientes com tuberculose recorrem ao Bengo

Edson Fontes | Caxito

As autoridades sanitárias da província do Bengo diagnosticaram, de Janeiro a Novembro, 697 casos de tuberculose, informou ontem, na cidade de Caxito, o chefe de secção das grandes endemias da Direcção Provincial de Saúde e Supervisor Provincial da Tuberculose.

Luís de Carvalho considerou “assustador” o número de pacientes que recorrem àquela instituição, numa média de 25 consultas por dia, de vários pontos do país, inclusive do Zaire, Benguela, Huambo e Luanda, que apresenta cerca de 80 por cento dos casos de tuberculose.
“O aumento  de casos deve-se à falta de informação e por esta razão as autoridades sanitárias entenderam realizar palestras aos pacientes e seus acompanhantes, antes do início do tratamento, com o objectivo de sensibilizar e dar recomendações necessárias, para se evitar a propagação da doença", explicou Luís de Carvalho.
Muitos pacientes saem do hospital sensibilizados, mas quando chegam a casa não conseguem pôr em prática as recomendações feitas pelo médico ou técnico de saúde e abandonam o tratamento, daí o agravamento  da situação, disse Luís   de Carvalho.
Outra situação, explicou, tem a ver com o facto de muitos pacientes viverem em grupos familiares, uma realidade que facilita os contágios. O hospital recebe apoio trimestral da Direcção da Saúde Pública, em termos de medicamentos.

Tempo

Multimédia