Províncias

Município melhora a rede de água

Edson Fontes | Caxito

Um novo sistema de abastecimento e tratamento de água está a ser construído, no município do Dande e quando concluído vai abastecer as Mabubas, Sassa Povoação, Caxito, Açucareira, Sassa Cárie e Quinjanda.

O acesso à água potável figura entre os maiores desafios da Administração Municipal local
Fotografia: Jornal de Angola |

Está igualmente em construção uma estação em Porto Quipiri, que vai abastecer as zonas da Boa Esperança e permite duas mil ligações domiciliares.
O lançamento do programa de infra-estruturas integradas de Caxito contempla oito projectos de impacto social, dos quais a construção de novas estações de tratamento e abastecimento de água.
O acesso à água potável figura entre os maiores desafios da Administração Municipal do Dande, cuja solução depende de múltiplas acções com vista à satisfação das necessidades da população.
Os seis sistemas de captação tratamento e distribuição de água existentes no município e instalados em Caxito, Açucareira, Barra do Dande, Quicabo, Sete Embondeiro e Panguila, precisam de manutenção.
Para gerir melhor os sistemas, técnicos da empresa de tratamento de água da província do Bengo terminaram esta semana uma formação nas áreas de operação e sistema das Estações de Tratamento de Água (ETA), operações básicas, controlo de análise do produto e a manutenção. Na formação, que durou 30 dias, os técnicos aprenderam a corrigir os erros cometidos no passado.  Para melhor controlo da qualidade de água potável, os técnicos sugeriram que a Direcção Provincial da Energia e Água do Bengo proceda à abertura do laboratório existente na Estação de Tratamento de Água de Caxito.
Os bons resultados da formação  técnica permitem concluir que as infra-estruturas das Estações de Tratamento de Água vão manter-se limpas e sem acumulação de águas paradas ou outros elementos que possam contaminar a água potável, garantiram os técnicos da empresa de tratamento de água.
Os operadores das Estações de Tratamento de Água da província do Bengo foram aconselhados a ter sempre os equipamentos e outros instrumentos limpos, tendo em conta que a higiene é fundamental para a durabilidade do material e a qualidade da água.

Tempo

Multimédia