Províncias

Novos serviços no município dos Dembos

Alfredo Ferrerira| Bengo

O município dos Dembos, na província do Bengo, está a ganhar uma nova imagem, com a construção e reabilitação de vários empreendimentos sociais, com destaque para escolas, centro de saúde, residências e mercado.

Novas infra-estruturas de impacto social como a maternidade infantil e o palácio comunal estão a melhorar a imagem da localidade
Fotografia: Edmundo Eucílio | Bengo

A implementação do Programa de Investimentos Públicos (PIP) a nível do município dos Dembos está a permitir a construção de 200 fogos habitacionais, o que vai facilitar a realização do sonho da casa própria no seio da população.
Na comuna do Piri, estão em construção o palácio comunal, 14 das 25 residências previstas para funcionários públicos, e o mercado rural, que vai albergar 100 vendedores.
Outras casas estão a ser construídas na comuna de Paredes, onde também nascem escolas do primeiro ciclo, em fase de conclusão, e um centro médico.
O vice-governador para o sector técnico e infra-estruturas do Bengo, Major Campos, que visitou as obras do município, sublinhou que as empreitadas decorrem em bom ritmo, estando muitas em fase de acabamento.
Apesar do elogio, o vice-governador manifestou preocupação com os 200 fogos habitacionais, que considera registarem acentuada morosidade, com incumprimentos por parte do empreiteiro.
Major Campos garantiu que tudo está a ser feito para haver negociações sérias com o empreiteiro, no sentido de ultrapassar este problema e oferecer condições dignas às comunidades.Sobre o programa "Água para todos", o vice-governador informou que a sua execução atingiu a nível do município dos Dembos cerca de 12.080 famílias, desde 2012.
As aldeias Nova e da Missão, os bairros da Quissaquila, São Paulo, Camboma, Comba Quibaxe e Brasileira são as localidades que já beneficiaram do  programa de distribuição de água. Na segunda fase do programa, o Jornal de Angola soube que 8.073 famílias vão beneficiar de água potável. Enquanto isso, a Administração está a construir 13 furos, estando cinco já concluídos.
Quanto ao sector da Educação, o município dos Dembos regista alguns progressos, tendo em conta os investimentos feitos pelo Governo Provincial do Bengo. Este ano lectivo o sector recebeu do Governo, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza, material didáctico para suprir as dificuldades que os pais e encarregados de educação enfrentam para adquirir livros e cadernos.
No âmbito do Programa de Investimentos Públicos, o município beneficiou de uma escola do segundo ciclo, com seis salas de aulas.O sector da Saúde dispõe de um hospital regional, com 40 camas. Esta capacidade vai ser aumentada para 70 lugares, com a entrada em funcionamento da nova sala de internamento do bloco operatório.
O Hospital Regional dos Dembos, uma unidade sanitária de referência, atende pacientes dos municípios de Bula Atumba e Pango Aluquém.O paludismo, doenças diarreicas e respiratórias agudas, infecções urinárias, gastrite, hipertensão arterial, febre tifóide, tuberculose e a má nutrição são as doenças mais frequentes registadas pelo Hospital Regional dos Dembos.
No hospital funciona um centro de hemoterapia, com capacidade para recolher e conservar mais de 60 litros cúbicos de sangue por dia.
Tem ainda um laboratório de análises clínicas, centro de aconselhamento e testagem voluntária (CATV), maternidade, banco de urgência, farmácia, salas de RX, além dos serviços de pediatria, estomatologia, consultas externas, vacinação e PAV.
O município dos Dembos, que dista  cerca de 140 quilómetros para norte da cidade de Caxito, província do Bengo, tem uma superfície de 1.170 quilómetros quadrados e possui quatro comunas, Quibaxe, Coxe, Paredes e Piri.
Com uma população estimada em 18.153 habitantes que se dedica à agricultura e à caça, o município dos Dembos, na províncoa do Bengo, vai ganhar ainda um centro materno-infantil.

Tempo

Multimédia