Províncias

Obras arrancam no Ambriz

Alfredo Ferreira | Caxito

Várias obras que estiveram paralisadas por falta de verbas, no município do Ambriz, foram agora  retomadas anunciou ontem o vice-governador do Bengo, para a esfera técnica e infra-estruturas.

Major Campos, que falava após terminar uma visita ao município do Ambriz, referiu que as construções decorrem de forma satisfatória. Juntamente com estas obras, o vice-governador disse que outras que estavam atrasadas, por incumprimento de prazos da parte das empresas de construção civil, também foram retomadas e correm a bom ritmo.Para evitar este tipo de situações, o vice-governador alertou as empresas de construção civil que operam na região, para disporem de fundos que evitem que as obras parem constantemente.
Major Campos assegurou que as autoridades provinciais vão pagar todas as dívidas que têm com as empreiteiras, em função da retoma dos trabalhos de construção civil. Deu a conhecer que no município do Ambriz ainda existem 21 projectos por concluir, com destaque para infra-estruturas escolares, hospitalares e residenciais.
O vice-governador visitou a comuna do Tabi, onde teve contacto com as obras de construção de casas evolutivas para funcionários e a reabilitação de uma escola de seis salas.Na comuna de Bela Vista, o vice-governador constatou o andamento das obras da construção de 25 casas, no âmbito dos 200 fogos habitacionais a ser erguidos no município. Na vila do Ambriz decorre a reabilitação e ampliação do Hospital Municipal.
Major Campos visitou igualmente a construção da nova urbanização da vila do Ambriz, onde já foram construídas 100 casas das 200 previstas, uma escola do II ciclo, com 12 salas e áreas administrativas.O vice-governador foi ainda constatar o andamento das obras de ampliação da Casa da Juventude, que vai passar a contar com um campo de jogos, esplanada e biblioteca.
Após a conclusão das obras, a população do município do Ambriz passa a dispor de serviços com maior qualidade.

Tempo

Multimédia