Províncias

Parteiras tradicionais em acção de formação

Edson Fontes| Bengo

Um grupo de 75 parteiras tradicionais vai participar, nos próximos meses, de uma acção formativa para que desempenhem a sua actividade com mais profissionalismo, anunciou no sábado a chefe da repartição municipal de Saúde do município dos Dembos. 

Um grupo de 75 parteiras tradicionais vai participar, nos próximos meses, de uma acção formativa para que desempenhem a sua actividade com mais profissionalismo, anunciou no sábado a chefe da repartição municipal de Saúde do município dos Dembos, província do Bengo, Áurea Benvinda.
Depois da formação, as parteiras vão receber kits primários de trabalho para a sua actividade.
Entre Janeiro e Junho realizaram-se 91 partos na circunscrição, 83 dos quais foram nados vivos, oito mortos e duas mortes maternas, referiu Áurea Benvinda. No mesmo período, foram internados 89 pacientes com várias patologias, e transferidos, em estado grave, 13 outros para o hospital provincial, na cidade de Caxito.
 Entre Abril e princípios deste mês, as autoridades sanitários locais distribuíram 892 mosquiteiros impregnados com insecticida a mulheres grávidas e uma equipa de técnicos do sector, com apoio da UNICEF, tem realizado consultas de rotina nas comunidades.
Neste momento, as enfermidades mais frequentes a nível dos Dembos são a malária, as doenças diarreicas e respiratórias agudas e a hipertensão.
A chefe de repartição de Saúde dos Dembos revelou que o sector precisa de pelo menos 30 técnicos de diagnóstico terapêutico para auxiliarem a única técnica média que trabalha no município.
O município tem um hospital regional, três centros e seis postos de saúde. Estes estabelecimentos clínicos são assegurados por sete médicos, dos quais cinco estrangeiros.

Tempo

Multimédia