Províncias

Ponte sobre o Kwanza na Muxima está concluída

Pereira Dinis |

A ponte  sobre o rio Kwanza, na estrada entre Catete  e a Muxima,  está concluída e abre em breve ao trânsito. Técnicos do Instituto de Estradas de Angola (INEA) inspeccionaram a obra e concluíram que está tudo em condições.

Ponte sobre rio Kwanza na estrada da Muxima aguarda pela inauguração e os automobilistas estão ansiosos
Fotografia: João Gomes

A ponte  sobre o rio Kwanza, na estrada entre Catete  e a Muxima,  está concluída e abre em breve ao trânsito. Técnicos do Instituto de Estradas de Angola (INEA) inspeccionaram a obra e concluíram que está tudo em condições. A ponte tem 1.534 metros de comprimento e duas faixas de rodagem e é uma obra de engenharia que marca todo o processo  de reconstrução nacional. A empreitada foi executada pela empresa portuguesa Teixeira Duarte.
Pedro Vasconcelos é técnico do Instituto de Soldadura e Qualidade, instituição que fez a fiscalização da obra. Disse à imprensa que “a ponte está concluída  e a inauguração depende da reabilitação das vias de acesso”.
Os acessos à ponte estão a decorrer “em grande velocidade” e vão ficar concluídas dentro dos prazos previstos no contrato.
José Rocha, ligado ao consórcio Aurélio Sobreiro, empresa que constrói as vias de acessos, garantiu que os trabalhos “estão a decorrer sem sobressaltos”.
Sobre a circulação de automóveis nas vias que dão acesso ao Santuário de Nossa Senhora da Muxima, cuja peregrinação tem o seu ponto mais alto no próximo sábado e domingo, José Rocha garantiu que está a ser feito tudo para que os automobilistas conduzam com conforto e segurança.
“É verdade que existem alguns troços em que a circulação é difícil, sobretudo por causa da poeira. Para evitar esta situação, vamos fazer a regra, nos próximos dias, de todas as vias de acessos para evitar transtornos”, referiu José Rocha.
No local o Jornal de Angola ouviu vários automobilistas que circulam  na estrada entre Catete e a Muxima. Todos foram unânimes em afirmar que os trabalhos de terraplanagem e asfaltagem devem ser acelerados. “A poeira é um dos inimigos da condução. Espero que os agentes reguladores de trânsito consigam controlar a situação, mas como Deus está connosco tenho a certeza que todos aqueles que aqui vierem vão regressar bem às suas casas”, disse o motorista Ezequiel Paka, motorista de uma viatura Hiace, que na ocasião transportava peregrinos.
O governador da província do Bengo, João Bernardo de Miranda, revelou que está satisfeito com o grau de execução dos preparativos da peregrinação à Nossa Senhora da Muxima.
João Miranda foi à Muxima para se inteirar do estado organizativo da peregrinação, as vias de acesso, as condições de alojamento dos peregrinos e os serviços básicos que estão à disposição dos fiéis.

Condições garantidas

O reitor do Santuário da Nossa Senhora da Muxima, Albino Reyes Gonçalves, assegurou, domingo, que “tudo está preparado para receber os peregrinos”. Albino Gonçalves revelou que existem duas comissões, uma do governo da província e outra religiosa,  que estão a criar todas as condições para receber todos aqueles que se dirigirem ao Santuário da Mamã Muxima.
“Já começámos a receber peregrinos de vários pontos do país. Estamos a acolher, registar e orientar. O local para se instalarem está assegurado”, disse o reitor. Albino Reyes Gonçalves, frisou, também, que “durante os dias da peregrinação, e dado o número de peregrinos que todos os dias chegam, fizemos um plano de cerebração de missas no período da tarde em línguas nacionais quimbundo, umbundo e kikongo”.

Presença dos escuteiros

Joaquim Sanana, coordenador adjunto dos escuteiros, revelou ao Jornal de Angola que 300 jovens da organização vão garantir o protocolo e todo o apoio aos peregrinos durante a peregrinação que decorre sábado e domingo.
“Estamos a contar com os escuteiros da Diocesse de Viana, Caxito e da arquidiocese de Luanda. O nosso trabalho vai chegar a todas as áreas”, assegurou.
 O coordenador adjunto dos escuteiros frisou que os ensaios estão a decorrer satisfatoriamente e acredita que “vamos todos dar o melhor de nós para acomodar condignamente os peregrinos”.  A peregrina Maria do Céu está desde sexta-feira no Santuário da Nossa Senhora da Muxima: “trouxe os meus filhos, os meus irmãos menores, sobrinhos, num total de dez pessoas, para pedirmos a bênção à Mama Muxima. E vai abençoar-nos porque é uma Mamã respeitada na Igreja Católica e já ajudou muitas famílias”.  

Administração pronta

O administrador municipal da Quissama, João Martins, garantiu que a vila da Muxima está  preparada para acolher os peregrinos. Referiu que 150 balneários foram instalados e que o fornecimento de energia eléctrica está assegurado.
Quanto às vias de acesso, o administrador da Muxima referiu que “tanto a estrada do Cabo Ledo como a estrada a partir de Catete estão prontas para a circulação de viaturas”.
João Mrtins revelou que “até hoje está tudo bem e os empreiteiros estão a acelerar os trabalhos para que a viagem dos peregrinos decorra sem sobressaltos”.

Tempo

Multimédia