Províncias

População da comuna pede água potável e luz

Alfredo Ferreira | Úcua

A comuna do Úcua, situada no município do Dande, província do Bengo, está privada de energia eléctrica devido às constantes avarias do grupo gerador que abastece apenas a sede da vila, disse na quarta-feira a administradora comunal, durante uma visita de trabalho que o administrador municipal do Dande, Mateus Diogo, efectuou à zona.

A comuna do Úcua, situada no município do Dande, província do Bengo, está privada de energia eléctrica devido às constantes avarias do grupo gerador que abastece apenas a sede da vila, disse na quarta-feira a administradora comunal, durante uma visita de trabalho que o administrador municipal do Dande, Mateus Diogo, efectuou à zona.
Maria da Conceição realçou que os grupos geradores, além de estarem avariados, já não possuem capacidade para dar resposta ao elevado número de consumidores.
Com uma população estimada em 7.072 habitantes, na sua maioria agricultores e caçadores, a comuna do Úcua também se debate com problemas da falta de um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável. Segundo Maria da Conceição, os furos que anteriormente abasteciam as populações necessitam de manutenção e limpeza do equipamento. Enquanto isso não for feito, os munícipes da comuna do Úcua vão continuar a consumir água bruta, dos rios e riachos existentes na região, considerada como celeiro agrícola.
A localidade conta com 12 furos de água subterrânea, espalhados pelas 17 aldeias que compõem a circunscrição, obtidos no âmbito do projecto “Água para Todos”. Outro grande problema que ainda preocupa as autoridades da comuna é o período em que o rio Úcua seca, causando sérios transtornos à vida quotidiana e à actividade agrícola dos seus habitantes.
A responsável comunal revelou que a localidade tem, nas suas proximidades, o rio Dande a Norte e o Zenza a Sul, factores naturais favoráveis à construção de um sistema de água potável.

Tempo

Multimédia