Províncias

População das ilhas de Negala e Kalenge beneficia de embarcações e motobombas

Alfredo Ferreira (*)| Cabiri.

A Cruz Vermelha de Angola ofereceu sábado, à população das ilhas de Negala e Kalenge, no município de Icole e Bengo, na comuna de Cabiri, província do Bengo, dois barcos e igual número de motobombas.

As embarcações vão facilitar o escoamento dos produtos agrícolas para a cidade ao passo que as motobombas vão ajudar a aumentar a produção
Fotografia: Edmundo Eucílio

A Cruz Vermelha de Angola ofereceu sábado, à população das ilhas de Negala e Kalenge, no município de Icole e Bengo, na comuna de Cabiri, província do Bengo, dois barcos e igual número de motobombas.
O secretário-geral da Cruz Vermelha de Angola, Walter Kifica, disse que a oferta tem como objectivo minimizar as dificuldades que a população das referidas áreas atravessa no escoamento dos produtos agrícolas e garantiu que a sua instituição vai continuar a apoiar a população destas ilhas, para ajudar a resolver alguns problemas que se vivem nas comunidades. Pediu ainda às populações de Negala e Kalenge que preservem os meios, para que possam tirar o maior proveito deles.
O coordenador da ilha de Negala, António Domingos, disse, em nome das duas localidades, que “é uma grande alegria, porque há muito tempo que nós precisávamos destas embarcações para escoarmos os nossos produtos agrícolas, e das motobombas para aumentarmos a produção”.
As duas ilhas estão separadas por uma distância de três quilómetros, possuem uma população estimada em 1.500 habitantes e têm como meio de subsistência a agricultura e a pesca.

Unaca reabilita fazendas

A reabilitação das fazendas agrícolas dos municípios da província do Bengo constitui uma das apostas para 2010 da direcção local da UNACA – Confederação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-pecuárias.
O presidente da UNACA, Marques Miguel, disse ao Jornal de Angola que, para a concretização dos objectivos preconizados, foram já reorganizadas cerca de 30 cooperativas nos municípios da província do Bengo.
“No universo das cooperativas antigas e agora organizadas para o processo produtivo consta a “Vitória é certa”, localizada no Ngombe, onde, no passado, se produziam elevadas quantidades de café”, disse Marques Miguel, acrescentando que esta cooperativa recebeu recentemente, do governo provincial do Bengo, um tractor. A cooperativa agro-pecuária “Maduraria”, na comuna do Úcua, já possui, por seu turno, escritura pública.
A UNACA controla, no Bengo, cerca de 189 associações em todos os municípios.
“Estamos no bom caminho e a nossa tarefa tem sido a transmissão de conhecimentos aos nossos associados, sobre a importância das cooperativas no desenvolvimento da produção agrícola na nossa província”.
A UNACA - Confederação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-pecuárias assinala no próximo dia 6 o seu 20º aniversário.
                         (*) Com Noé Jamba

Tempo

Multimédia