Províncias

Técnicos sanitários discutem no Caxito gestão hospitalar

Pedro Bica | Caxito

Mais de 30 técnicos de saúde das províncias do Bengo, Malange e Kwanza-Norte participam, desde ontem, durante cinco dias, na cidade de Caxito, numa acção formativa sobre aspectos lígados à gestão hospitalar.

Mais de 30 técnicos de saúde das províncias do Bengo, Malange e Kwanza-Norte participam, desde ontem, durante cinco dias, na cidade de Caxito, numa acção formativa sobre aspectos lígados à gestão hospitalar.
Os gestores dos hospitais municipais e dos centros de saúde vão aprender funções básicas de gestão, monitoria, avaliação e de indicadores hospitalares.
O curso, promovido pelo Instituto de Formação da Administração Local, pretende, essencialmente, fornecer instrumentos básicos de gestão hospitalar e formas de identificar e utilizar correctamente os indicadores.
O director do gabinete de estudos, planeamento e estatística, Luís Paulo, afirmou, na abertura, que a formação de quadros e de agentes da administração pública é preocupação permanente do governo provincial. Luís Paulo pediu aos formandos que se empenhassem durante os cinco dias para reforçarem conhecimentos e estarem melhor preparados para o cumprimento das funções.
Além da componente teórica, os formandos têm sessões práticas, que se resumem em trabalhos colectivos e individuais e em correcção de trabalhos.
O Instituto de Formação da Administração Local vai promover, este ano, outros cursos sobre gestão hospitalar.
Com o curso, pretende-se capacitar cada vez mais os responsáveis para uma melhor servirem os funcionários e pacientes.

Tempo

Multimédia