Províncias

Bengo arrecada verbas para os cofres do Estado

Edson Fontes | Caxito

A Direcção Provincial do Bengo dos Transportes, Telecomunicações e Tecnologias de Informação arrecadou para os cofres do Estado, desde Janeiro do corrente ano, 1.882. 400 kwanzas, devido ao licenciamento das viaturas que circulam nas rotas intermunicipais e urbanas, bem como cinco escolas de condução.

Segundo o director provincial dos Transportes, Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mateus Domingos Diogo, existem na região duas operadoras de transportes públicos, nomeadamente a Transbengo e a Caxitrans.
Mateus Domingos Diogo garantiu que quem estiver interessado em investir no ramo dos transportes públicos encontra resposta imediata na direcção provincial para serviços de táxi. “Não existem dificuldades, pois no mesmo dia o requerente recebe a licença, caso não haja problemas na inspecção”, garantiu.
O director provincial dos Transportes, Telecomunicações e Tecnologias de Informação acrescentou que, no domínio das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, o sector conta com estruturas e redes de telefonia fixa e móvel.
As redes de telefonia móvel (Movicel e Unitel) fornecem serviços de voz e dados em todas as sedes municipais, comunais e em várias localidades. Nos municípios do Pango-Aluquém e Nambuangongo existem ainda sistemas de comunicação por correio, meteorologia e geofísica.
Mateus Domingos Diogo frisou que o Instituto Nacional de Fomento da Sociedade de Informação (INFOSI) funciona com regularidade em todas as administrações municipais e em algumas comunas.
Existem na região estações de correios em Caxito, que funciona normalmente, e na Barra do Dande e Ambriz, cujas instalações são obsoletas, segundo o director.
A estação de Quibaxe, onde funcionava a Administração Municipal, já se encontra desocupada, pronta para ser apetrechada e depois entrar em serviço.
Mateus Domingos Diogo revelou que a estação meteorológica de Paranhos emite regularmente as previsões do tempo, com dados de temperatura máxima e mínima  registados diariamente.
“O centro sísmico do Porto Quipiri, que estabelece ligação automática com a rede mundial de sismologia e de geomagnetismo, na emissão de avisos e certificação de fenómenos meteorológicos e geofísicos, funciona automaticamente e com regularidade”, disse o director. A estação meteorológica dos Dembos tem emitido também com regularidade os seus dados, que são enviados para o INAMET, em Luanda.

Tempo

Multimédia