Províncias

Acidente de viação mata em Benguela

O despiste na segunda-feira de um camião que transportava militantes do MPLA, no troço Lobito/Balombo, causou a morte de pelo menos duas pessoas e ferimentos graves a 36, soube a Angop de fonte policial. 

O despiste na segunda-feira de um camião que transportava militantes do MPLA, no troço Lobito/Balombo, causou a morte de pelo menos duas pessoas e ferimentos graves a 36, soube a Angop de fonte policial. 
O chefe do posto de comando da Polícia, superintendente chefe José Liberal, informou que o acidente aconteceu no período da tarde quando o camião regressava ao Balombo, após terem as vítimas participado no acto de massas do MPLA que decorreu na cidade do Lobito. 
José Liberal disse que o excesso de velocidade contribuiu para o despiste do camião e assegurou que os 36 sobreviventes recebem tratamento médico nos hospitais gerais do Lobito e Benguela e o estado clínico de alguns ainda é crítico. 
O motorista encontra-se em fuga, segundo o oficial da Polícia, que acrescentou haver diligências para a sua captura.
Há três semanas, um acidente de viação envolvendo um autocarro da empresa de Transportes Colectivos e Urbanos de  Luanda (TCUL) provocou a morte de 25 adeptos do  Kabuscorp quando regressavam a Luanda, após o jogo que opôs aquela equipa ao Libolo, realizado na província do Kwanza-Sul. Angola está entre os países do mundo com o maior índice de acidentes de trânsito, apesar de ter criado um novo e rígido Código de Estrada, em vigor há mais de três anos.
O número de acidentes sobem em flecha, o que levou as autoridades a criarem destacamentos de prevenção rodoviárias nas estradas nacionais, projecto que arrancou no ano passado no Kwanza-Norte e Benguela.
A Polícia tem alertado para a necessidade de haver mais responsabilidade por parte dos automobilistas, pelo facto de muitos casos de acidentes serem motivados pela negligência e pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas. 

Tempo

Multimédia