Províncias

Alfabetizadores actualizaram conhecimentos

Cerca de 80 alfabetizadores do município de Caimbambo, a Sul da cidade de Benguela, concluíram com êxito uma acção de formação sobre o método de ensino.

Cerca de 80 alfabetizadores do município de Caimbambo, a Sul da cidade de Benguela, concluíram com êxito uma acção de formação sobre o método de ensino.
A acção formativa teve como pano de fundo o sistema de avaliação, estatística e planificação de aulas práticas do método do programa de alfabetização “Sim, Eu Posso” desenvolvido pelo Instituto Pedagógico Latino Americano e Caribenho (IPLAC) do Governo Cubano.
 O encontro foi orientado por formadores locais e contou com a presença da cubana Maria Helena, assessora do Programa “Sim, Eu Posso”, um método já utilizado em vários países do mundo e que consiste na associação de números às letras apresentadas em tele-aulas.
 Na província de Benguela, o projecto-piloto do Programa “Sim, Eu Posso”, que conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), destinado a erradicar o analfabetismo do país, tem salas de aulas nos municípios da Baía Farta, Balombo, Bocoio, Caimbambo, Cubal, Chongoroi, Ganda e Lobito.
 Ao encerrar o evento, o chefe de Repartição Municipal da Educação em Caimbambo, João Dambuca, destacou a importância da acção de formação e reiterou o compromisso do Estado  de levar a alfabetização às comunidades rurais para a redução do atraso escolar

Tempo

Multimédia