Províncias

Amigos do ambiente realizam campanhas

Jesus Silva| Lobito

Campanhas de embelezamento da orla da baía do Lobito e de plantação de árvores e uma feira do lixo no mangal da Caponte estão a ser desenvolvidas pela Associação dos Defensores e Amigos do Ambiente (ADAMA), na cidade do Lobito, província de Benguela, para saudar o Dia do Ambiente.

Plantação de árvores constitui prioridade
Fotografia: Arquivo| JA

O secretário-geral da ADAMA, Joaquim Teixeira, informou que a associação está a realizar igualmente uma reportagem documental sobre o estado do mangal e da vala do Cassai, no âmbito do projecto de protecção dos flamingos.
Joaquim Teixeira salientou que a feira do lixo no mangal da Caponte visa despertar a consciência para o início de acções tendentes à conservação das espécies marinhas migratórias.
Para a concretização desta acção, a associação contou com o apoio de professores e estudantes do colégio Tchissola, com o qual tenciona criar um núcleo para futuramente se responsabilizar pela elaboração de um projecto ambiental.
O objectivo deste projecto é a implementação, nos próximos tempos, de programas que ajudem a transformar o Lobito num ponto de referência de controlo das aves marinhas migratórias. />A limpeza e embelezamento da orla da baía, principalmente no bairro do Lobito Velho Sul, visa combater os níveis de degradação, que se consideram um atentado à saúde pública, e identificar as componentes não favoráveis à protecção do meio.
João Teixeira disse que vai ser possível a realização de uma campanha de ornamentação e acções de coordenação, com apoio das empresas Ambiáfrica, Angoflex e Sonamet, na atracagem de barcos de pesca, na comunidade que ali se dirige para a compra e comercialização do pescado ambulante que se efectua no local.
A plantação de árvores, salientou ainda, vai servir para arborizar aquela zona que, na época quente, é alvo de elevadas temperaturas e é desprovida de árvores, para ajudar os transeuntes se resguardar do sol, por exemplo.

Tempo

Multimédia