Províncias

Analisada a situação do ambiente

Sampaio Júnior | Benguela

O director provincial em exercício do Urbanismo e Ambiente em Benguela pediu à população, durante um seminário, que respeite “as mais elementares normas de saneamento ambiental para poder melhorar” a sua qualidade de vida.

Fernando Ukuma declarou que os querem construir casa própria devem pensar primeiro nos espaços apropriados para o quarto casa de banho, cozinha, dispensa e locais de deposição do lixo, de modo a preservarem o meio ambiente.
“É desejável que os líderes comunitários garantam que antes de uma família ser autorizada a construir uma casa dê prioridade à latrina, pois com este comportamento será possível  preservarmos o meio ambiente ”, disse.
 Para ajudar a resolver o problema da defecação ao ar livre, revelou, os técnicos do Urbanismo e Ambiente vão ensinar normas sobre o saneamento aos habitantes das zonas suburbanas.
O programa de saneamento ambiental, que começou a ser de­senvolvido em Angola em 2008, está a ser aplicado em Benguela numa altura em que a província regista o surgimento de mais a­glomerados habitacionais, sobretudo na periferia das cidades de Benguela, Catumbela, Lobito, Baia Farta e Cubal.
O seminário foi promovido pela unidade técnica nacional de saneamento ambiental.

Tempo

Multimédia