Províncias

Analisado em Benguela Plano de Desenvolvimento

O projecto do Plano de Desenvolvimento Institucional da Universidade Katyavala Bwila (UKB), que vigora desde Dezembro de 2012, vai ser revisto ainda este ano, para a adequação dos seus objectivos estratégicos, anunciou em Benguela o seu reitor, Albano Ferreira.

Ao discursar na cerimónia de abertura do ano académico 2015, o reitor adiantou que o plano prevê a realização, em Março deste ano, de um seminário metodológico para, desta forma, serem produzidos indicadores adequados que permitam medir quantitativa e qualitativamente a relevância, a pertinência e o impacto das realizações da universidade.
A instituição académica completa seis anos de existência desde a sua criação, em 12 de Maio de 2009, daí propor-se a revisão do projecto do seu Plano de Desenvolvimento Institucional.
Albano Ferreira evocou a preocupação manifestada pelo Vice-Presidente da República, Manuel Vicente, no seu discurso por ocasião da abertura oficial do ano académico no país, que defende a estabilização de cada instituição do ensino superior com base em fundamentos pertinentes, no pragmatismo e num plano que responda e contribua para a solução dos problemas do país.
A importância da mensagem sobre o Estado da Nação, proferida em Outubro de 2014, na Assembleia Nacional, pelo Presidente da República, em que destacou os ganhos do Ensino Superior numa perspectiva quantitativa e que carece de uma revolução qualitativa, convergente com as prioridades do desenvolvimento do país, foi também sublinhada. Com base na mensagem do Chefe do Executivo, a UKB tem como prioridade trabalhar na melhoria dos métodos de aprendizagem e de avaliação e das competências profissionais dos estudantes.
A UKB, que atingiu em 2014 uma população de 9.483 estudantes, ministra os cursos de licenciatura em Direito, Medicina, Economia, Psicologia, Pedagogia, Educação Especial, História, Matemática, Geografia, Linguística  e Portuguesa.

Tempo

Multimédia