Províncias

Assinado protocolo sobre direito das crianças

Um protocolo de cooperação, que visa salvaguardar os direitos das crianças, foi assinado sexta-feira, na província de Benguela, pela Direcção Provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC) e a Aldeia SOS.

O acordo assinado pelos directores provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC), Ricardo Laurinho e da SOS em Benguela, Ildo André, tem ainda como objectivo unir esforço para fortalecer os laços de parceria entre as duas instituições no concernente a protecção e desenvolvimento integral das crianças órfãs e abandonadas, bem como reforçar o espírito de solidariedade para com as crianças desamparada e não só. O director provincial do Instituto Nacional da Criança, Ricardo Laurinho, disse que o acordo assinado marca um momento histórico, porque as duas instituições têm trabalhado em conjunto, com o dever de protecção e desenvolvimento integral da criança, baseando-se nos instrumentos jurídicos legais em vigor na República de Angola.O Executivo angolano, através do Instituto Nacional da Criança (INAC), tem criado condições de advocacia para que as crianças, em particular de Benguela, possam em toda sua vertente verem resolvida ou minimizada a sua situação.O director da aldeia SOS em Benguela, Ildo André, referiu que o protocolo representa um ganho, porque não se pode avançar sem a parceria de uma entidade que pode facilitar em termo de protecção e ajudar no trabalho que a aldeia desenvolve.“Estamos todos juntos para podermos cumprir aquilo que a lei angolana e o Governo exigem das organizações que trabalham com crianças vulneráveis”, frisou.A SOS é uma Organização Não-Governamental, com 148 aldeias e implantada em 132 países do Mundo. Em Benguela a instituição, que está virada para acudir a situação da protecção da criança, controla 121 crianças.

Tempo

Multimédia