Províncias

Benguela com mais energia

António Gonçalves | Benguela

A província de Benguela vai produzir 200 megawatts de energia eléctrica até 2014, segundo o director provincial da Energia e Águas, Victor Moita.

O trabalho de electrificação não abrange apenas o litoral da província de Benguela pois em todos os municípios há acções em curso
Fotografia: Jornal de Angola

O nível de execução física da linha de transporte de alta tensão do Lomaun para a subestação do Novo Biópio, que liga à subestação da Kileva no Lobito, está avaliado em 55 por cento, disse o responsável. As obras devem terminar no mês de Dezembro.
Victor Moita referiu que para o cumprimento da meta estabelecida pelo Ministério da Energia e Águas foi necessário efectuar um desvio na linha, na região da Tola, no município do Bocoio. Logo que a linha esteja concluída, o litoral da província tem disponíveis mais 50 megawatts, disse o director provincial da Energia e Águas.
Victor Moita acrescentou que da linha de transporte do Lomaun/Biópio vai derivar outra de 60 KV para a região de Monte-Belo, donde sai outra de igual amplitude para a região de Caimbambo, que vai ligar Catengue, Chongorói e Cubal, enquanto da Hidroeléctrica do Lomaun deriva uma linha de igualmente 60 KV, que liga Ganda, Babaera e Tchinjendje, no Huambo.
A região do sul de Benguela, que também beneficia de uma linha proveniente do Biópio, vai contar com mais 60 KV provenientes da subestação do Cavaco, cujas obras já foram concluídas.
O trabalho de electrificação, segundo Victor Moita, não abrange apenas o litoral da província. São instaladas linhas de alta tensão e melhoradas as linhas de baixa e média tensão em todos os municípios do interior.
A província vai beneficiar também de energia da linha 220 proveniente da Gabela, na província do Kwanza-Sul, já concluída, disse por fim Victor Moita.

Tempo

Multimédia