Províncias

Benguela combate a toxicodependência

Maximiano Filipe| Benguela

A direcção provincial da Educação, Ciência e Tecnologia vai desenvolver, este ano, uma série de acções destinadas a combater o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabaco e outras drogas, no âmbito do programa de recuperação do ensino.

Vista parcial da cidade de Benguela onde toxicodependentes estão a ser recuperados
Fotografia: Jornal de Angola

De acordo com Julieta Cunha, membro da direcção da Educação, as pessoas vão beneficiar de formação adequada, no âmbito do programa de alfabetização e aceleração escolar, desenvolvido pelo Ministério de tutela.
Em declarações ao Jornal de Angola, Julieta Cunha destacou o empenho do Executivo, que continua apostado na criação de condições para a formação dos jovens nos vários domínios da vida política, económica e social, assim como a habilitá-los de conhecimentos profissionais para o desenvolvimento de Angola.
 O deputado Jeremias Dumbo, do círculo nacional da bancada parlamentar do MPLA, sublinhou que esta é uma medida bastante acertada, para que as pessoas toxicodependentes, depois de recuperadas, voltem a beneficiar do ensino. “O país precisa de pessoas com mente saudável, que gozem de boa saúde física e intelectual, com capacidades para responder aos mais elevados desafios que se impõem nas tarefas de reconstrução nacional”. O centro de recuperação de toxicodependentes de Benguela, denominado “Cruz Azul”, afecto à Igreja Evangélica Sinodal de Angola (IESA), tem 220 pessoas em recuperação.

Tempo

Multimédia