Províncias

Bocoio com falta de salas

A escola primária 4 de Abril do município do Bocoio, província de Benguela, necessita de ampliação para atender os 1.200 alunos matriculados no presente ano lectivo.

A escola primária 4 de Abril do município do Bocoio, província de Benguela, necessita de ampliação para atender os 1.200 alunos matriculados no presente ano lectivo.
O director da escola, Ernesto Chindela, afirmou que a instituição construída pela Associação dos Jovens Angolanos Proveniente da República da Zâmbia (AJAPRAZ) em 2003 é pequena para albergar todos os alunos matriculados.
Com apenas duas salas, alberga actualmente 200 alunos, carecendo de mais seis novas salas e um bloco para o serviço administrativo, com vista ao seu normal funcionamento.Segundo o director, os mil alunos estudam em catequeses da Igreja Católica, Evangélica Sinodal de Angola (IESA) e Congregacional de Angola (IECA).
Para a solução do problema, disse, solicitou já à administração municipal do Bocoio para viabilizar a ampliação da escola.

Alfabetização

O administrador municipal adjunto do Bocoio, João Herculano Neto, convidou os munícipes a frequentarem as aulas de alfabetização, com vista ao combate ao analfabetismo na localidade.
Herculano Neto, que fez esta exortação durante o acto central municipal do Dia Internacional de Alfabetização, assinalado em todo país a 8 de Setembro, pediu a todos os cidadãos que vão às aulas de alfabetização para contribuírem para a redução da miséria e da pobreza no país.
A maioria dos 156.716 habitantes do município é analfabeta, situação que preocupa o executivo, que considera esta elevada taxa de analfabetismo um entrave à evolução económica, social e cultural do município, e da província em geral.

Zaire

Um grupo de 34 gestores escolares do município do Tomboco, a 150 quilómetros da cidade de Mbanza Congo, província do Zaire, participa, desde segunda-feira, num seminário de formação sobre gestão escolar.
Promovido pela direcção provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, o evento, que decorre até terça-feira, visa dotar os participantes de matérias relacionadas com a recolha e tratamento de dados estatísticos, avaliação dos professores, gestão pedagógica e diversificação de currículos.
Durante a acção formativa serão abordados temas ligados à elaboração de um currículo local, metodologia activa e participativa e o cumprimento dos normativos.
Este é o primeiro seminário do género realizado pela direcção provincial do Zaire da Educação.

Tempo

Multimédia