Províncias

Centenas de pacientes são atendidos no Cubal

Maximiano Filipe| Benguela

O hospital municipal do Cubal, a cerca de 150 quilómetros de Benguela, ga-rantiu assistência a 746 pacientes durante o último final de semana.
Deste número, 274 eram menores de 15 anos de idade, atendidos na pediatria do hospital e que beneficiaram dos cuidados primários no âmbito da prevenção contra a malária e a anemia severa.

Autoridades do Cubal fazem combate cerrado à malária
Fotografia: Jaimagens/fotógrafo

O porta-voz do hospital municipal do Cubal, João Chieto, disse que, em igual período, registaram-se sete mortes por malária, resultantes da chegada tardia dos pacientes nos serviços hospitalares.

Resistência de doentes
 João Chieto revelou que muitos doentes resistem à prática do tratamento ambulatório e só recorrem ao hospital quan-
do estão em estado avançado da doença.
João Chieto salientou que, contrariamente a isso, na maternidade do hospital local deram entrada 38 gestantes, 20 das quais efectuaram o parto sem qualquer constrangimentos, depois de cumpridas as consultas regulares de rotina de pré-parto.
O Jornal de Angola apurou  que no âmbito do programa de combate à malária, decorre no município os trabalhos de fumigação em todos os bairros periféricos, uma acção que decorre em simultâneo com o processo de distribuição de mosquiteiros às mulheres grávidas e com crianças menores de 8 anos de idade.
O porta-voz do hospital municipal do Cubal focou o trabalho de sensibilização às populações sobre os cuidados primários de saúde, sobretudo a eliminação de charcos de águas paradas e o tratamento do lixo.
João Chieto falou  da hi-giene domiciliar e outras acções desenvolvidas pelos profissionais do sector no município do Cubal, no quadro da estratégia de aproximar os serviços de saúde às populações.

Tempo

Multimédia