Províncias

Combate à violência reforçado na região

Maximiano Filipe | Benguela

O aumento de gravidezes indesejadas é das maiores preocupações da Direcção da Família e Promoção da Mulher em Benguela, disse na terça-feira a responsável provincial do sector.

Maria do Céu, que fez a afirmação numa cerimónia comemorativa do Dia Internacional da Violência Contra a Mulher, referiu que a situação leva muitas mães na região a abandonarem os filhos por se sentirem incapazes de os sustentar sozinhas, pois os pais recusam assumir a paternidade.
A responsável declarou que os abusos sexuais, de que são vítimas menores não raro aliciadas com a oferta de bens materiais e muitas vezes ameaçadas pelos agressores, são também causas de preocupação da Direcção da Família e Promoção da Mulher em Benguela.
Maria do Céu disse que Benguela é o município com mais crimes desta natureza, seguido dos  do Lobito e Cubal e que este ano foram comunicados oito abusos sexuais aos serviços da Polícia de Investigação Criminal, o dobro dos registados em 2014.
A responsável afirmou que “nos 16 dias de Activismo Contra a Violência Doméstica” se realizam várias iniciativas destinadas a combater o assédio sexual às mulheres, principalmente menores, entre as quais sobressaem campanhas de sensibilização sobre o interesse de denunciar os agressores, mesas-redondas e palestras.

Tempo

Multimédia