Províncias

Criada associação filantrópica em Benguela

A Associação Missionária de Nossa Senhora Perpétuo Socorro, destinada a acolher pessoas carenciadas ou abandonadas, foi oficialmente proclamada sábado, na localidade de Luongo, município de Catumbela (Benguela), durante uma missa eucarística presidida pelo Bispo Emérito, Dom Óscar Braga.

Pessoas carenciadas ou abandonadas passam a ter um espaço de apoio e convivência
Fotografia: Maria Augusta


Um decreto lido na ocasião pelo padre Martinho Cavaia, em representante do bispo diocesano, D. Eugénio Dal Corso,  refere que a Igreja Católica em Benguela considera terem sido cumpridos os princípios canónicos para a aprovação e adopção do projecto de estatutos proposto pelas fiéis que deram corpo à iniciativa.
O documento assinala que, depois de cumpridos os trâmites e observadas as condições exigidas pelo Código de Direito Canónico, no que diz respeito ao tempo e experiência acumulada, número de membros em activo, observância das leis da igreja quanto à elaboração de estatutos e tendo em conta que estes estão em concordância com os preceitos do cânone 298, foi institucionalizada a Associação Missionária Perpétuo Socorro.
“Tendo recebido o parecer favorável do colégio dos consultores, decreto a aprovação da Associação Missionárias de Nossa Senhora Perpétuo Socorro, de seus estatutos, bem como a criação de duas comunidades constituídas por seis membros efectivos, sendo responsável pelo acompanhamento espiritual, o padre Fernando Miguel", sublinha o documento. A mentora da iniciativa, irmã Maria da Cruz Domingas, nomeada para coordenadora, disse à Angop que a associação tem sob sua guarda 33 pessoas, entre adultos e crianças, em regime de internato, na sua sede, no bairro Gama.
A coordenadora afirmou que o acolhimento de pessoas necessitadas, abandonadas ou com deficiências físicas ou motoras, no caso dos mudos, surdos, cegos e outros, é a principal actividade da associação.
“Mas a estrutura é ainda tão pequena que não permite fazer muito”, disse a irmã Maria da Cruz Domingas, apelando ao apoio de todas as pessoas de boa vontade.

Tempo

Multimédia