Províncias

Director-geral da Rádio Lobito apela à coesão

Jesus Silva | Lobito

O director da emissora regional do Lobito, Ribeiro Tadeu, pediu na quarta-feira aos profissionais daquela empresa pública para defenderem a coesão e profissionalismo, de forma a cumprirem a missão de informar e educar a população.

O director da emissora regional do Lobito, Ribeiro Tadeu, pediu na quarta-feira aos profissionais daquela empresa pública para defenderem a coesão e profissionalismo, de forma a cumprirem a missão de informar e educar a população, dentro dos padrões que regem uma sociedade democrática.
Ribeiro Tadeu, que falava por ocasião do 34º aniversário da Rádio Nacional de Angola, assinalado na quarta-feira, sublinhou que a Rádio Lobito serve as necessidades dos munícipes com programas informativos, educativos, recreativos, culturais e desportivos.
A emissora atinge zonas recônditas, como o Culango, Hanha do Norte, Biópio, Egipto Praia, Canjala, Balombo e Bocoio, no norte, e ainda a Baía Farta, Caimbambo e Cubal, no Sul da província de Benguela, no âmbito do projecto de expansão do sinal a todos os municípios, comunas e aldeias.
O director adiantou que, para além das referidas localidades, o sinal da Rádio Lobito chega também a outras regiões do país, como a província do Kwanza-Sul, mormente a cidade do Sumbe, Porto Amboiom e Gabela.
Inoc Chissingui, jornalista e porta-voz da Rádio Lobito, considerou que a emissora é dinâmica e capaz de transmitir mensagens de reconciliação, unidade e reconstrução nacional. A estação trabalha também para a valorização da cultura, resgate dos valores morais e cívicos em língua portuguesa e nacional (umbundu).

Tempo

Multimédia