Províncias

Educação introduz classes da iniciação

António Gonçalves | Benguela

O sector da educação na província de Benguela pretende lançar este ano uma escola apenas com a iniciação, anunciou o director provincial do sector.

Nelson da Conceição, justifica a medida com o facto de que aos cinco anos, “a criança precisa de um professor que esteja preparado para trabalhar com esta classe e como esta vertente não existe, nós vamos fazê-la surgir”, sublinhou. Disse ainda que o sector que dirige vai formar professores que estejam preparados para a iniciação e também vigilantes de infância que possam trabalhar nas creches e dar uma atenção particular às crianças com idades até aos 5 anos.
O responsável pelo sector da Educação na província de Benguela disse que o maior défice é a formação de professores para o ensino primário. Por isso vai ser reforçada a área do magistério primário nas quatro escolas de formação de professores existentes em Benguela, Lobito, Dombe Grande e Cubal.
“Nós queremos fazer com o que o professor que sai das escolas de formação seja capaz de trabalhar com todas as matérias da iniciação à sexta classe”, afirmou.  Benguela tem tradição na formação de docentes.

Tempo

Multimédia