Províncias

Empreendedorismo foi aconselhado no combate à fome

Maximiano Filipe | Benguela

As estratégias para o reforço dos mecanismos de criação de pequenos e médios negócios no seio dos desmobilizados foram analisadas terça-feira, em Benguela, durante o Sétimo Conselho Consultivo Alargado da Direcção Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria.

O encontro serviu  para apreciar e aprovar o relatório das actividades desenvolvidas por aquela instituição durante o ano de 2015 e do primeiro trimestre de 2016, assim como foram reprogramadas acções para 2016. O director provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Jorge Sapesse, disse que o que se pretendeu foi abrir caminhos que facilitem aos associados  a criação de cooperativas para o fomento da actividade agrícola e comercial.
O conselho abordou  questões relacionadas com a inserção dos assistidos no actual sistema integrado de gestão financeira do Estado, visando a promoção de um maior equilíbrio e estabilidade económica, face aos projectos por eles desenvolvidos.
Segundo o director provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, o sector continua a trabalhar para cultivar o espírito de empreendedorismo no seio dos associados, tido como um dos pilares para a redução da pobreza, no quadro do programa geral estruturado pelo Ministério de tutela.  Jorge Sapesse afirmou que o sector controla, actualmente, 12 mil assistidos, 4.509 dos quais do sexo feminino e com baixo nível de escolaridade.

Tempo

Multimédia