Províncias

Feira de artes aberta no Lobito

Uma feira de artes e culinária local foi aberta domingo, no Lobito, visando, entre outros objectivos, interagir com cerca de 150 turistas estrangeiros que escalam a cidade em 26 e 27 de Março, no quadro do centenário do Lobito, a assinalar-se a 2 de Setembro próximo.

O coordenador executivo da comissão preparatório do Centenário da cidade, Alberto Gongo, que inaugurou o certame, exortou os feirantes a tudo fazerem para que o espaço sirva, de facto, os objectivos pretendidos: interacção com os visitantes.
A cidade do Lobito completa 100 anos a 2 de Setembro próximo, razão pela qual as autoridades administrativas se têm esmerado, de diversas formas, visando oferecer melhor imagem aos seus visitantes.
Alberto Gongo disse que o certame insere-se nas comemorações do centenário, nas Portas do Mar, na Restinga do Lobito, de 24 a 30 de Março, e constitui uma oportunidade para todos que a podem visitar, com realce para os turistas, que têm chegada ao Lobito marcada para 26 e 27, e que podem conhecer um pouco mais sobre a diversidade cultural da região, incluindo a culinária.
Quanto aos turistas estrangeiros, informou que chegam a bordo de dois cruzeiros, devendo visitar diversos locais nos municípios da Catumbela e de Benguela.
No Lobito, além da Restinga, que representa o principal pólo de atracção turística, está também prevista uma deslocação ao centro da urbe, onde podem vislumbrar várias belezas locais.
No passado mês de Fevereiro dois cruzeiros aportaram no Lobito com mais de 100 turistas, em duas ocasiões diferentes.

Tempo

Multimédia