Províncias

Finalistas de psicologia avaliam ensino especial

Jesus Silva | Lobito.

Estudantes finalistas do curso de Psicologia da Educação, da Universidade Católica de Benguela, encontram-se na província do Huambo para avaliarem o grau de atendimento e desenvolvimento dos serviços de educação especial.

Estudantes analisam o grau de desenvolvimento dos serviços de educação
Fotografia: Jesus Silva | Lobito.

Estudantes finalistas do curso de Psicologia da Educação, da Universidade Católica de Benguela, encontram-se na província do Huambo para avaliarem o grau de atendimento e desenvolvimento dos serviços de educação especial.
O coordenador do programa, Jesmy Lumbungululu Horta, referiu que os finalistas vão observar o processo de atendimento educacional às pessoas com transtornos e comportamentos emocionais nos serviços penitenciários e nos lares de acolhimento da terceira idade e de crianças desfavorecidas. Estão ainda previstas, a verificação do atendimento educacional aos alunos com necessidades especiais na escola de educação especial do Huambo e o processo de atendimento aos pacientes com doença mental no hospital psiquiátrico local.Os universitários vão, também, analisar e estabelecer uma cooperação para definir conceitos, como “doença mental” e “deficiente mental”, disse Jesmy Horta, notando que os finalistas levam um donativo de roupa usada para os reclusos da penitenciária e lar da terceira, material didáctico para os alunos da escola do ensino especial e géneros alimentícios para outras pessoas carentes da cidade do Huambo.

Tempo

Multimédia