Províncias

Gado do Chongorói é vacinado em Maio

António Gonçalves | Chongorói

O programa de vacinação do gado no município do Chongorói arranca no próximo mês de Maio, assegurou ontem o director provincial dos Serviços Veterinários de Benguela, João Mendes de Carvalho.

Por falta de uma manga de vacinação e bebedouro o gado do município de Chongorói está há mais de dois anos sem ser vacinado
Fotografia: António Gonçalves|Chongoroi

Esta campanha vai ter mais sucesso, porque o governador de Benguela, Isaac dos Anjos, inaugurou uma manga de vacinação, o tanque banheiro e o bebedouro para o gado. Em breve as doenças dos animais vão fazer parte do passado.
Apesar da carência de mangas de vacinação e de viaturas, factores que condicionam a realização do programa de vacinação, o mês de Maio é o ideal para vacinar o gado. O director argumentou que a época favorável para dar início ao programa de vacinação do gado é o fim da época das chuvas, numa altura em que o pasto é abundante.
Para melhorar a eficácia nas campanhas de imunização de animais, tendo em conta a real extensão da actividade pastorícia, João Mendes de Carvalho propôs a construção de uma manga de vacinação em cada um dos dez municípios da província.
Por falta de uma manga de vacinação e bebedouro, o gado do Chongorói está há mais de dois anos sem ser vacinado, lamentou o criador Agostinho Chipita. O criador disse que vacinar o gado para evita doenças, algumas das quais podem afectar os homens quando consomem a carne do gado doente.
Agostinho Chipita salientou a importância da vacinação entre os meses de Abril e Maio, altura em que os animais estão bem nutridos e a erva está verde, ao contrário da administração de vacinas nos meses de Junho e Julho, quando o capim está seco.
O criador vaticina que com a manga de vacinação, o tanque banheiro e o bebedouro para o gado, empreendimentos inaugurados pelo governador provincial de Benguela, Isaac dos Anjos, as doenças dos animais vão fazer parte do passado, pois o gado vai ser bem cuidado.

Bebedouro do gado

O programa de melhoria da saúde do gado, contempla além do bebedouro com uma capacidade para 80 metros cúbicos de água, um tanque banheiro, protegido por um alpendre e dois currais. Construído na localidade do Twé, arredores da sede municipal do Chongorói, o bebedouro constitui uma das maiores acções desenvolvidas naquela região, para a protecção dos animais e garantir uma carne mais saudável.
Construído pela empresa Tecnoserve, desde finais de 2014, o conjunto de empreendimentos sociais custou aos cofres do Estado quatro milhões de kwanzas, no quadro dos Programa Integrado Municipal de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza.

Apelo à vacinação

Durante a cerimónia de inauguração do sistema, o governador da província de Benguela  Isaac dos Anjos aproveitou a oportunidade para apelar aos criadores de gado para vacinarem regularmente as suas manadas. Isaac dos Anjos advertiu igualmente que “todo o gado que não for vacinado regularmente pode ser confinado neste local até que se prove que não contraiu qualquer doença, para que não contamine outros animais”.
Para o governador de Benguela, Isaac dos Anjos, o facto do gado bovino contrair doenças como a peripneumonia contagiosa, carbúnculo e as dermatites nodulares e outras enfermidades que periga a saúde dos aniamis ano após ano, revela que alguma coisa está a faltar no controlo sanitário.

Tempo

Multimédia