Províncias

Governador Isaac dos Anjos garantiu concluir projectos

António Gonçalves | Benguela

O ano de 2013 em Benguela foi essencialmente dedicado à conclusão dos projectos sociais iniciados em anos anteriores e ao lançamento de outros que permitem a definição dos novos rumos de desenvolvimento, afirmou o governador provincial.

Governador acredita em dias melhores
Fotografia: Jaimagens

Isaac dos Anjos, que substituiu em Maio Armando da Cruz Neto e que falava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, lembrou que ao entrar em funções visitou a todos os municípios para poder tomar “as decisões mais apropriadas” relativamente à gestão dos recursos financeiros e à liquidação com regularidade das despesas das empresas que em anos anteriores prestaram serviços ao Governo Provincial. 
“Estamos a conseguir regular as contas, a fechar os projectos e a concluir as obras de impacto sociais que encontramos”, disse e sublinhou terem sido concluídas dez empreitadas de âmbito central, 15 provinciais e 19 municipais.
Até ao primeiro trimestre do próximo ano, prometeu, são concluídas mais três de âmbito central, 18 provinciais e 33 locais.
O governador assegurou que vai prosseguir o controlo orçamental para haver “maior eficiência na aplicação dos recursos, rigor na solução de obras e respeito pelos prazos de conclusão”.
O nível de exigência na função pública, alertou, vai aumentar para responder melhor às preocupações da população relativamente à cedência de terrenos para a construção, acesso à água e aos serviços de saúde, disse e mencionou “o alargamento do espaço de debate” com os empresários “para diminuir a interferência na gestão da administração pública”.
Isaac dos Anjos anunciou que a abertura de concursos públicos em toda a província e o incentivo ao sector privado para haver mais competitividade vão constituir prática do Governo Provincial, que já lançou o plano de urbanização para todos os municípios.
O Governo Provincial realiza em Fevereiro o Fórum de Oportunidades de Negócios durante o qual é posta à discussão a estratégia do investimento público a médio prazo.

Tempo

Multimédia