Províncias

ISCED dá particular atenção à formação de professores

Jesus Silva | Lobito

O decano do Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) de Benguela, Maria Mendes, reconheceu, no Lobito, que a instituição ainda carece de um segundo nível de intervenção, o que faz com que as práticas se circunscrevam ao nível da licenciatura.

Professores preocupados com a formação
Fotografia: Arimateia Baptista

Maria Mendes, que falava à margem das Jornadas Científico-Pedagógicas da Educação, que decorreram na cidade do Lobito, disse que o ISCED deve ter uma intervenção ao nível da pós-graduação no âmbito do Plano de Formação Nacional de Quadros.
Para a académica, é necessário a abertura de cursos de mestrado e de doutoramento, áreas que estão em carteira, uma vez que já existem programas, aguardando-se pela tramitação e o devido licenciamento.
Maria Mendes referiu que a parceria com a direcção provincial da Educação, na organização e implementação das jornadas científico-pedagógicas é um forte sinal da necessidade de articular os vários subsistemas que comportam o sistema educativo nacional.
O ISCED dedica-se à formação de professores dos mais diferentes níveis e a direcção provincial de Educação, Ciência e Tecnologia tem sob sua alçada instituições  vocacionadas para a formação     de docentes.Em função deste facto, Maria Mendes disse ser necessário criar espaços colectivos para discutir e abordar de forma aberta e metódica os vários aspectos que limitam a implementação de determinadas estratégias definidas superiormente.
Maria Mendes adiantou que o ISCED tem estado a ter uma actuação alinhada com os pressupostos estabelecidos para este subsistema de ensino, nomeadamente, as tarefas inerentes à formação, pesquisa e a extensão universitária.
A instituição também dedica particular atenção às necessidades formativas dos professores na área das línguas, com destaque para o português, inglês e francês.

Tempo

Multimédia