Províncias

Lançado projecto SOS Criança

Um sistema denominado “SOS Criança Telefone”, visando a protecção de crianças de eventuais maus-tratos ou abusos sexuais durante o Campeonato Africano das Nações (CAN), foi lançado oficialmente, em Benguela, numa iniciativa da Direcção Provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC).

Um sistema denominado “SOS Criança Telefone”, visando a protecção de crianças de eventuais maus-tratos ou abusos sexuais durante o Campeonato Africano das Nações (CAN), foi lançado oficialmente, em Benguela, numa iniciativa da Direcção Provincial do Instituto Nacional da Criança (INAC).
De acordo com o director provincial do instituto, Ricardo Lourinho, o lançamento do sistema “SOS Criança Telefone” vai permitir rapidez das denúncias de eventuais abusos contra crianças, antes, durante e na fase posterior ao CAN. O telefone tem o número 933831018 e está operacional sem interrupção. O sistema abrange os nove municípios da província.
Segundo Ricardo Lourinho, com este lançamento inicia-se uma etapa importante para um dos grandes desafios, a protecção integral da criança.
A Direcção do INAC tem vindo a realizar várias acções visando impedir a violência contra menores. As acções incluem mecanismos de colaboração entre as famílias e diferentes sectores da sociedade.
Ricardo Lourinho mencionou e louvou o trabalho das redes de produção criadas a vários níveis na província, dos educadores urbanos sociais, ONG e igrejas pelas acções que têm vindo a desencadear para a protecção da criança.
“As crianças constituem a franja mais numerosa da população, mas também as mais desfavorecidas e vulneráveis”, disse.
Ricardo Lourinho lembrou que são elevadas as taxas de violência contra a criança e que o contexto de luta diária pela sobrevivência impede que muitas delas sejam tratadas como merecem.
Segundo o director, muitas crianças são forçadas a trabalhar desde pequenas e outras enfrentam a exploração e abusos sexuais, daí a necessidade da sua protecção.
O responsável do Instituto Nacional da Criança exortou a sociedade benguelense a recorrer, sempre que necessário, ao sistema “SOS Criança Telefone”, contribuindo deste modo para o bem-estar da criança.
A cerimónia de lançamento do programa contou com a participação de actores sociais, membros do Conselho Provincial da Criança, das redes de protecção da criança, das direcções provinciais, diversos parceiros do Instituto Nacional da Criança, da OPA e das crianças.

Tempo

Multimédia