Províncias

Ligação rodoviária mais facilitada

Maximiano Filipe| Benguela

A circulação rodoviária entre as províncias de Benguela e Cuanza Sul vai estar mais facilitada, com o alargamento da Estrada Nacional 100.

Programa de reabilitação das estradas nacionais e vias secundárias e terciárias tem como principal objectivo facilitar as trocas comerciais
Fotografia: Dombele Bernardo

A decisão saiu do encontro entre o governador provincial, Isaac dos Anjos, e o ministro da Construção, Waldemar Alexandre.
O governador provincial de Benguela aproveitou o encontro para apresentar o plano traçado pelo  governo provincial, onde estão contidas as localidades que carecem de  intervenção, com as prioridades a recaírem sobre os municípios do interior.
No plano geral, segundo Isaac dos Anjos, as intervenções visam  o melhoramento e o alargamento da estrada que liga o município de Chongorói à localidade das Cacimbas e desta a Camucuio, para dai estender-se à localidade de Bibala.
Estas localidades constituem plataformas para o desenvolvimento da província e possuem um movimento migratório bastante elevado, além de serem zonas onde os níveis de estiagem são ainda altos, explicou o governador provincial.
Durante o encontro com o ministro da Construção, Isaac dos Anjos manifestou a necessidade de reabilitação do troço que liga o município da Ganda a Caluquembe, na Província da Huíla, bem como o que une o Balombo à Ganda.
Nesse domínio, o governador provincial de Benguela sublinhou que devido às melhorias que se estão a operar na requalificação da Estrada Nacional 100, "urge a necessidade de se ­alargar e melhorar igualmente o troço entre Bocoio e Balombo e desta via para o Huambo".
O governador Isaac dos Anjos adiantou que o Governo Provincial de Benguela vai continuar a fazer estudos de impacto ambiental sempre que estiver diante da implementação de projectos habitacionais.
O governador de Benguela elogiou  o Ministério da Construção por incluir no plano geral o melhoramento dos troços entre Quilengues e Cubal e Bocoio e Cuanza Sul, obras que já estão em curso e com um processo de normalização satisfatório.
O ministro da Construção, Waldemar Alexandre, esteve em Benguela para testemunhar a apresentação oficial do plano de acções e do andamento de algumas obras em curso a nível da província, sob gestão do Ministério da Construção, tendo em atenção o Orçamento Geral do Estado recentemente aprovado. Waldemar Alexandre afirmou que consta das prioridades do Ministério da Construção a execução de acções e projectos que justifiquem o desenvolvimento nacional, no âmbito da melhoria da qualidade de vida da população.
O ministro da Construção salientou que os projectos locais constituem uma das tarefas prioritárias do Ministério, que avalia o actual estado das infra-estruturas rodoviárias da província de Benguela e, nesse domínio, velar pela melhoria da gestão rodoviária.

Tempo

Multimédia