Províncias

Milhares de jovens foram formados

Maximiano Filipe | Benguela

As províncias de Luanda, Uíge, Malange, Huambo, Kwanza-Sul, Huíla e Benguela formaram, até ao momento, dez mil jovens em matérias relacionadas com o empreendedorismo.

Um ângulo da cidade de Benguela onde muitos jovens empreendedores estão a criar pequenas e médias empresas de prestação de serviços
Fotografia: Francisco Bernardo

O director nacional do Trabalho, Empreendedorismo e Formação Profissional do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, Leonel Bernardo, revelou este número durante um seminário sobre o assunto.
Os bancos comerciais desempenham um papel preponderante no projecto, salientou Leonel Bernardo, pois têm a missão de avaliar as capacidades dos requerentes e viabilizar a sustentabilidade do financiamento dos projectos.
A acção de formação, realizada sob o lema “Garantias que Possibilitam a Criação de uma Empresa”, visou apetrechar candidatos a empreendedores, para a criação de empresas e abertura de negócios. Com a duração de algumas horas, abordou matérias sobre técnicas de gestão e crescimento das empresas, mecanismos de gestão financeira, gestão de stocks e técnicas básicas de gestão dos recursos humanos.
O recrutamento e selecção do pessoal, caracterização, fases do recrutamento, identificação das necessidades, análise e qualificação de funções e processo de recrutamento interno e externo foram igualmente temas de análise.
Leonel Bernardo, director nacional do trabalho, sublinhou que as ferramentas ligadas ao programa geral da acção formativa são adaptadas à realidade de cada província. O Centro local de Empreendedorismo e Serviços de Emprego (CLESE) constitui uma rede de instituições comerciais, criadas por jovens formados em empreendedorismo.

Tempo

Multimédia