Províncias

Milhares ingressam no ensino superior

Maximiano Filipe| Benguela

Mais de 1500  estudantes estão matriculados no presente ano académico na Universidade Katyavala Bwila (UKB) em todas as unidades orgânicas da região académica, composta pelas províncias de Benguela e Cuanza Sul.

Milhares de estudantes ingressam todos os anos no ensino superior nas diversas regiões académicas do país
Fotografia: Victor Pedro

A garantia foi dada pelo reitor Albano Ferreira, durante a cerimónia oficial de abertura do ano académico realizado sob o lema “Pela diversificação da economia, um ensino superior de qualidade com valores”.
Albano Ferreira explicou que no presente ano académico a instituição de ensino universitário que dirige contabilizou 13. 127 inscrições para os exames de acesso, concorrendo para 1. 519 vagas disponíveis para todas as unidades orgânicas.
A UKB, que completa a 12 de Março seis anos desde a sua fundação em 2009, propõe-se  proceder à revisão do projecto do seu plano de desenvolvimento institucional que vigora desde 2012, sublinhou o reitor Albano Ferreira. O reitor acrescentou que do ponto de vista histórico, a UKB atingiu até 2014 uma população estudantil de 9. 483, tendo como ponto estratégico para os êxitos preconizados, a dedicação e regulação, tendo afirmado que para a universidade, estes são os pressupostos que podem garantir a eficácia da acção dos docentes, dentro dos limites normais dos  fundamentos da pedagogia, da didáctica e das práticas académicas desenvolvidas. />Albano Ferreira considerou igualmente que a mensagem apresentada no acto de abertura do ano académico 2015 alinha perfeitamente com a mensagem sobre o Estado da Nação, proferida pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.
Fazendo alusão aos pronunciamentos do Chefe do Executivo, o reitor da UKB sublinhou  que “a verdadeira revolução quantitativa carece de uma revolução qualitativa, convergente com as prioridades do nosso desenvolvimento”.
O reitor da UKB lembrou que o gesto do Chefe de Estado constitui um grande incentivo à opção pela qualidade da formação dos quadros superiores em Angola. “Este foi o facto que estimulou a UKB a alinhar como prioridade o trabalho na melhoria dos métodos de aprendizagem e avaliação das competências dos ingressados”, realçou.
Com este avanço, o reitor fez saber que no presente ano académico a Universidade Katyavala Bwila vai aumentar a capacidade de interacção entre os estudantes e trabalhar na adopção de recursos capazes de dar cobertura às questões ligadas à acção social, com maior destaque para a cultura e o desporto.

Tempo

Multimédia