Províncias

Missionário defende reforço da organização nas escolas

 O vigário da Diocese de Benguela pediu, ontem, no Lobito,  aos responsáveis e professores que trabalham nas escolas ligadas à Igreja Católica que redobrem os níveis de organização e de disciplina.

Igreja católica tem sido parceiro do Executivo no sector da Educação
Fotografia: Jornal de Angola

O vigário da Diocese de Benguela pediu, ontem, no Lobito,  aos responsáveis e professores que trabalham nas escolas ligadas à Igreja Católica que redobrem os níveis de organização e de disciplina.
O padre Eduardo Alexandre, que falava na sessão de fim de curso dos 312 primeiros finalistas do Instituto Politécnico da Igreja, frisou que a pontualidade e o cumprimento dos programas por parte dos docentes representam aspectos que ilustram a organização e o amor à profissão. Dirigindo-se aos finalistas referiu que  as escolas pertencentes à Igreja Católica devem ser  modelos de trabalho e de procura de ensino de qualidade, onde a reparação de valores morais e cívicos seja uma constante.
Os primeiros finalistas do Instituto Politécnico da Igreja Católica foram formados, durante quatro anos, em electricidade, gestão empresarial e contabilidade.O padre Eduardo Alexandre, que falava na sessão de fim de curso dos 312 primeiros finalistas do Instituto Politécnico da Igreja, frisou que a pontualidade e o cumprimento dos programas por parte dos docentes representam aspectos que ilustram a organização e o amor à profissão. Dirigindo-se aos finalistas referiu que  as escolas pertencentes à Igreja Católica devem ser  modelos de trabalho e de procura de ensino de qualidade, onde a reparação de valores morais e cívicos seja uma constante.
Os primeiros finalistas do Instituto Politécnico da Igreja Católica foram formados, durante quatro anos, em electricidade, gestão empresarial e contabilidade.

Tempo

Multimédia