Províncias

Mulheres apostam no civismo

A directora da Família e Promoção da Mulher em Benguela salientou, na capital daquela província, o esforço das mulheres na educação familiar e pediu-lhes que contribuam para as eleições gerais decorrerem com civismo.

A directora da Família e Promoção da Mulher em Benguela salientou, na capital daquela província, o esforço das mulheres na educação familiar e pediu-lhes que contribuam para as eleições gerais decorrerem com civismo.
Maria Carlos, que falava numa sessão alusiva dia 31de Julho, consagrado à mulher africana, disse que “ cada mulher deve reforçar a educação no seio familiar porque são educadoras por excelência, que alimentam e orientam os filhos com base nos princípios universais do amor ao próximo, da harmonia, da solidariedade, da pacificação e do respeito”.
As organizações de mulheres em África, afirmou, surgiram num momento crucial, quando vários países se libertavam das potências coloniais.
O 31 de Julho passou a ser uma jornada de reflexão sobre os problemas que as mulheres do continente enfrentam em muitas áreas, incluindo a dos direitos humanos.
Idalina Carlos pediu às mulheres espírito de responsabilidade, para evitar práticas violentas.

Tempo

Multimédia