Províncias

Município de Caimbambo com infra-estruturas sociais

Maximiano Filipe | Benguela

O município de Caimbambo vai contar, a partir do segundo semestre deste ano, com duas novas unidades sanitárias, construídas no âmbito da municipalização dos serviços e assistência à população.

O antigo hospital municipal está a ser completamente reabilitado e apetrechado
Fotografia: Jornal de Angola

O município de Caimbambo vai contar, a partir do segundo semestre deste ano, com duas novas unidades sanitárias, construídas no âmbito da municipalização dos serviços e assistência à população.
O programa de alargamento da rede sanitária contempla a construção de um centro médico na comuna do Kayave, a 30 quilómetros do município sede do Caimbambo, e uma residência para os enfermeiros. O antigo hospital municipal está a ser reabilitado e três casas para os enfermeiros serão totalmente apetrechadas.
Iniciadas em Janeiro de 2010, as obras deverão estar concluídas em Setembro, segundo o responsável da Saúde no município de Caimbambo, Josias Samandalu, que explicou que as unidades sanitárias serão apetrechadas com pequenas arcas para a conservação de vacinas.
Os equipamentos a instalar irão beneficiar, igualmente, os serviços de saúde das missões católicas do Bambi e Pires e o centro médico do Cayave.
José Samandalu sublinhou que actualmente são atendidos cerca de 60 pacientes por dia com malária, doenças respiratórias agudas e febre tifóide, e mostrou-se preocupado com o aumento de acidentes de viação, sobretudo na comuna de Catengue.
O regedor, Augusto Kayucua, também está preocupado com a elevada sinistralidade em Caimbambo e a falta de uma ambulância para o transporte de feridos graves para outras localidades. Por isso, apela à melhoria das vias de acesso e mais celeridade na implementação do projecto “Água para todos”, para que a população deixe de consumir água imprópria, proveniente do rio.
A actuação sanitária tem permitido à população de Caimbambo beneficiar da cobertura de cuidados preventivos da malária, tendo sido imunizadas 31.599 crianças dos zero aos cinco anos de idade, esclareceu o responsável da saúde.
Para alargar as infra-estruturas de saúde, está previsto para 2012 a construção de quatro postos de saúde do tipo T1 nas comunas de Canhamela, Cayave, Wiyangombe e Catengue, assim como a construção de outros nas povoações das comunas de Catengue e Canhamela.
O administrador do Caimbambo, Tomé Amaro, referiu que foram recuperadas e ampliadas as instalações da administração municipal, enquanto o projecto “Água para todos” decorre a bom ritmo, podendo beneficiar mais de 32 mil habitantes.
Explicou que esta a projectada para o seu município a construção de centros comerciais, de escrutínio, um banco comercial, um centro urbanístico para 98 residências para famílias de baixa renda.

Tempo

Multimédia