Províncias

Nova administração da Catumbela quer criar conselho de concertação

Jesus Silva | Lobito

A nova administradora municipal da Catumbela, Alice Filomena Pascoal, apresentada na terça-feira à população local pelo governador de Benguela, Armando da Cruz Neto, vai apostar na construção e reabilitação de infra-estruturas sociais.

Governador de Benguela Cruz Neto
Fotografia: Jesus Silva

A nova administradora municipal da Catumbela, Alice Filomena Pascoal, apresentada na terça-feira à população local pelo governador de Benguela, Armando da Cruz Neto, vai apostar na construção e reabilitação de infra-estruturas sociais.Dentro das suas grandes apostas, a responsável salientou a edificação e apetrechamento das administrações municipal e comunais, com excepção da localidade do Biópio, por já a possuir.
Alice Filomena Pascoal, que referiu a necessidade da criação de um conselho de auscultação e concertação social para dar solução aos problemas que mais afligem as comunidades, espera, segundo sublinhou, poder contar com a colaboração dos munícipes nas acções de melhoria da municipalidade.
Antes das novas funções na Catumbela, a responsável era administradora adjunta do município do Cubal, sendo licenciada em História pela Universidade Agostinho Neto (UAN).
O governador Armando da Cruz Neto convidou todos a trabalharem em conjunto, com o objectivo de facilitar a actividade da nova administradora e para que esta seja coroada de êxito, transformando o município numa boa localidade para se viver.
O administrador municipal do Lobito, Amaro Segunda Ricardo, presente na cerimónia de apresentação de Filomena Pascoal, disse que o município da Catumbela possui uma infra-estrutura produtiva e básica enorme, superior à de muitos outros que compõem o país.O responsável referiu que, neste momento, o governo está a proceder à separação de todo o cadastro sobre terrenos, finanças, educação, registos, e outros, para posteriormente se efectuar a entrega formal com a assinatura de actas.
A Catumbela ascendeu à categoria de município no âmbito da nova divisão administrativa do país, devido ao crescimento e desenvolvimento que conheceu nos últimos tempos.
Tem uma população estimada em mais de 200 mil habitantes e empreendimentos de grande índole económica, como o Pólo de Desenvolvimento Industrial da Catumbela (PDIC) e o aeroporto internacional, entre outros.
Administrativamente, o novo município de Benguela conta com quatro comunas – Catumbela, a sede, Praia do Bebé, Gama e Biópio – faltando apenas definir os limites de cada comuna e criar os órgãos que compõem a municipalidade.

Tempo

Multimédia