Províncias

Nova centralidade está em progressão

As primeiras 684 casas da centralidade da Catumbela, na província de Benguela, estão prontas a habitar a partir de Agosto, anunciou ontem o empreiteiro encarregado das obras. O projecto está ser erguido na localidade do Luongo e compreende três fases.

A garantia foi dada ao ministro do Território, Bornito de Sousa, durante um encontro que manteve no local com responsáveis da construtora CITIC e o grupo angolano que fiscaliza os trabalhos.
O projecto, que está a ser erguido na localidade do Luongo, compreende três fases, estando as primeiras em execução. No geral, a centralidade deve ser concluída em Novembro de 2014, com mais de duas mil moradias, entre edifícios de dois e três pisos, além de vivendas ou habitações de renda média. As obras, que contemplam escolas primárias e secundárias, envolvem a construção de unidades policiais, postos de bombeiros e estruturas para o tratamento de lixo.
Acompanhado pelo governador da província de Benguela, Issac dos Anjos, Bornito de Sousa deslocou-se ainda ao município da Baía Farta, onde efectuou uma visita às instalações da administração local.
Depois de uma breve reunião com responsáveis da Baía Farta, o ministro da Administração do Território deslocou-se a uma empresa piscatória, ao posto de saúde do bairro comandante Cassanje, culminando com uma passagem pela centralidade da Baía Farta.

Tempo

Multimédia