Províncias

Pais chamados a ser mais dedicados

Maximiano Filipe| Benguela e Victor Pedro| Sumbe

O professor universitário Eurico Bongue apelou, em Benguela, aos pais para dedicarem mais tempo aos seus filhos, de forma a garantirem uma educação que se ajuste a uma conduta exemplar.

Em alusão ao Dia do Pai, assinalado a 19 de Março, o docente destacou o empenho do Governo Provincial na criação das condições sociais para as famílias, assim como no reforço e unificação de familiares desavindos.
“É preciso que os pais e os outros membros da família estejam unidos para dar o seu contributo à felicidade dos filhos, começando a orientar os menores na prática de actividades que garantam um melhor desenvolvimento psicomotor à criança, no sentido de cultivar uma conduta que dignifique a sociedade”, disse.
 “As melhorias no acesso ao ensino, a construção e recuperação de unidades sanitárias e as campanhas de sensibilização nas comunidades sobre a valorização da família são indicadores positivos que concorrem para que se efectivem boas relações entre pais filhos”.
O padre João Manuel, responsável da Casa do Gaiato, exortou as igrejas e associações juvenis de carácter cívico, as instituições de direito e a família a combaterem a fuga à paternidade, tendo em conta o papel que desempenham como núcleos fundamentais na responsabilidade de moldar a conduta dos filhos e cultivar o respeito aos pais. A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Maria Teresa da Felicidade Cardoso, exortou, no Sumbe, Província do Cuanza Sul, os pais a assumirem o seu verdadeiro papel no seio da família, de forma a manter-se a base sólida, forte e equilibrada familiar, por ser o núcleo principal da sociedade.
Falando por ocasião do Dia do Pai, Maria Cardoso disse que o pai deve assumir, sempre, um comportamento exemplar para que o seu legado seja perpetuado e reconhecido pelas futuras gerações.
“Os pais devem aproveitar esta data e transformá-la num momento de reflexão sobre a forma como participam na formação e desenvolvimento integral dos filhos”, salientou a responsável, para quem  é preciso transmitir às novas e futuras gerações os valores da cidadania”.

Tempo

Multimédia