Províncias

Parque regional da Chimalavela dispõe de novas infra-estruturas

António Gonçalves

O parque regional da Chimalavela conta, desde quarta-feira, com novas infra-estruturas ao serviço do eco turismo, na província de Benguela. Na reserva de caça, que dista 30 quilómetros da cidade de Benguela, foi aberto um restaurante, dez confortáveis bungalôs, das quais quatro familiares, e seis suites.

O parque regional da Chimalavela conta, desde quarta-feira, com novas infra-estruturas ao serviço do eco turismo, na província de Benguela. Na reserva de caça, que dista 30 quilómetros da cidade de Benguela, foi aberto um restaurante, dez confortáveis bungalôs, das quais quatro familiares, e seis suites.
A cerimónia de entrega das infra-estruturas contou com a presença da ministra do Ambiente, Fátima Jardim. A directora nacional da Biodiversidade do Ministério do Ambiente, Paula Francisca, disse que para proteger a reserva, o Estado contratou, pelo período de 12 meses, 100 fiscais.
Relativamente ao povoamento animal na localidade, a directora d nacional da Biodiversidade referiu que na reserva natural, localizada na comuna do Dombe Grande, encontram-se espécies, como zebras, macacos cinzentos e outras espécies.
Responsáveis da Imogestim, gestora do parque, afirmam que a administração, em parceria com o Ministério do Ambiente, vai ainda construir uma sala de conferências, tendo em conta a criação de mais condições para que haja qualidade no turismo ecológico.
A parceria entre o Ministério do Ambiente e a Imogestim possibilitou a construção de um restaurante confortável, zona de acolhimento, a vedação do parque e a construção de dois reservatórios para água.

Tempo

Multimédia