Províncias

Plantas medicinais devem ser divulgadas

Jesus Silva | Lobito

O coordenador provincial da medicina tradicional em Benguela, António Barros, defendeu ontem, na cidade do Lobito, uma maior promoção das vantagens do tratamento com plantas medicinais locais, para que elas recuperem o seu real valor junto das comunidades.

António Barros justificou esta opinião com o facto de muitas pessoas desconhecerem a verdadeira importância que as plantas tradicionais representam para a cura de várias doenças, inclusive algumas que a medicina moderna tem dificuldades em tratar.
A medicina científica, recordou, surgiu das plantas tradicionais, razão pela qual considera necessário os terapeutas trabalharem com as instituições da saúde pública, no sentido de se organizarem ervanárias junto das unidades hospitalares, para a venda de medicamentos provenientes das plantas.
 Desta forma, realçou ainda, evita-se que estrangeiros continuem a transportar plantas medicinais de Angola para os seus países para produzirem vários medicamentos, que voltam a ser comercializados em território nacional a preços exorbitantes.
O coordenador da medicina tradicional António Barros falava durante o Fórum de Medicina Tradicional, realizado na província de  Benguela, durante o qual se constatou a necessidade de os terapeutas tradicionais ou os médicos naturais do país serem legalizados e viabilizar um projecto para a construção de fábricas de comprimidos e de xaropes, feitos à base de plantas medicinais.
Os participantes no fórum consideraram o sector da medicina tradicional como fundamental para a cura de várias enfermidades, daí que, nos últimos tempos, esteja a aumentar a procura por este tipo de tratamento.
Os participantes esperam que as duas medicinas, natural e convencional, possam, em primeiro lugar, no âmbito do contexto actual, fazer face aos interesses dos pacientes em todas as regiões e garantir a saúde dos mesmos.
Os médicos tradicionais afirmam que, nos últimos tempos, muitos pacientes têm preferido o tratamento com medicamentos naturais, principalmente para combater doenças como a tensão arterial, diabetes, problemas do estômago, fígado, rins, entre outras, por os considerarem mais eficazes.

Tempo

Multimédia