Províncias

População da vila do Bocoio beneficia de bens diversos

O governador da província de Benguela, Armando da Cruz Neto, procedeu quarta-feira a entrega de bens diversos aos moradores da localidade de Calombue, município do Bocoio.

Apoio visa o aumento da produção
Fotografia: Pedro Miguel

O governador da província de Benguela, Armando da Cruz Neto, procedeu quarta-feira a entrega de bens diversos aos moradores da localidade de Calombue, município do Bocoio.
Os bens entregues pelo governador eram compostos por quantidades não especificadas de enxadas, catanas, limas, sal de cozinha, óleo alimentar e roupa usada.
O acto, que teve como objectivo minimizar as carências sociais daquela população, enquadrou-se na visita do governador ao município do Bocoio, onde se inteirou dos problemas económicos, sociais e culturais que as populações enfrentam. Neste município, Armando da Cruz Neto reuniu-se com as autoridades tradicionais das comunas do Passe e Cubal do Lumbo, onde foi informado sobre a falta de água potável para consumo humano e do gado bovino, ausência de vacinas para imunizar os bois, bem como a necessidade de mais escolas e postos médicos.
No encontro, as autoridades tradicionais apontaram também como preocupações a falta da reabilitação de estradas secundárias, terciárias e respectivas pontes que dão acesso à sede municipal e comunas, e das sedes comunais às povoações e aldeias, impedindo a livre circulação de pessoas e bens.
O governador Armando da Cruz Neto visitou igualmente as povoações de Tola e a sede comunal do Monte-Belo, que distam 31 quilómetros do município, onde manteve igualmente encontro com as autoridades tradicionais e religiosas.
Nesta localidade, o chefe do executivo benguelense inteirou-se das obras já concluídas das administrações comunais, residências para os administradores, casas protocolares, centros médicos, residências para professores e enfermeiros, sistemas de canalização, captação, tratamento e distribuição da água potável e fontes de abastecimento de luz eléctrica.
Ontem, o governante deslocou-se à comuna da Chila, 68 quilómetros da sede do município do Bocoio, onde inaugurou a ponte sobre o rio Avula, reabilitada com iniciativas locais, assim como reuniu com os membros da administração, da sociedade civil e do conselho de auscultação e concertação social.

Tempo

Multimédia